Santa Cruz firma parcerias em bairros para monitorar atletas de base

O sonho de se tornar jogador de futebol fez com que, aos 14 anos de idade, Marlon Freitas deixasse o bairro de Sertãozinho, no município de Nazaré da Mata, em Pernambuco, para seguir viagem em direção à capital. Ao longo de quatro anos, transitou por América-PE, CSP-PB e Atlético-PE. Por conta da distância, sempre morou no alojamento dos clubes e longe dos pais. Fez um primeiro teste no Santa Cruz em 2015, não passou. Até que, há três meses, uma peneira em Paulista colocou o atacante no Arruda. E fará o mesmo caminho mais vezes com outros meninos no Estado ao longo da temporada.

Seguindo o movimento de reestruturação da base coral, iniciada com a contratação de Dutra para técnico do Sub-20, a nova diretoria iniciou um trabalho de garimpo de jovens atletas, montando parcerias com projetos sociais pelos bairros do Recife.

Do Globo Esporte PE





Deixe uma resposta