PE notifica dois casos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica, doença rara associada ao novo coronavírus

Pernambuco notificou dois casos de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIMP), em crianças que tiveram contato com o novo coronavírus.

A doença, que é rara, segundo o secretário de Saúde do estado, André Longo, tem sido monitorada pelo Ministério da Saúde como um dos possíveis efeitos da Covid-19, há pelo menos três meses.

Ela já afetou dezenas de pacientes no Ceará, estado que mais registrou esses casos. A SIMP se apresenta com sintomas como febre insistente, dores abdominais, manchas na pele, irritação dos olhos, entre outros sinais.

No estado, outros três casos semelhantes também foram identificados no estado, mas ainda não foram relatados à Secretaria Estadual de Saúde.

Em coletiva de imprensa transmitida nesta quinta-feira (6), pela internet, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que o estado está distribuindo uma nota técnica aos serviços de saúde, com orientações sobre a notificação dessa síndrome.

Do G1 PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *