Governo de PE aponta que 97% das vítimas de homicídio entre 2001 e 2015 não tinham terminado ensino médio

Uma análise da Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco (Seplag) aponta que os jovens que estão fora da escola têm mais chances de se envolverem com o mundo do crime. O estudo afirma que entre 2001 e 2015, 97% das pessoas que foram assassinadas no estado não terminaram o ensino médio e 70% não concluíram o ensino fundamental.

Entre os jovens de 18 a 24 anos que estão presos, a estatística é ainda maior: 93% deles não concluíram o ensino médio. Dos 34,5 mil presidiários do estado, 36% se encaixam nesta faixa etária.

Os dados apontam ainda que, para cada 10 jovens entre 15 e 17 anos, idade na qual deveriam cursar o ensino médio, apenas cinco deles estão estudando. Outros três estão no ensino fundamental, cursando séries atrasadas, e dois sequer estão na escola.

Do G1 PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *