Com duas vitórias em nove jogos, Guto Ferreira aposta em evolução do Sport após eliminação

A derrota para o Brusque, na noite da última quinta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil, foi apenas a primeira do Sport em 2020. Mas o retrospecto registrado pela equipe nesta temporada está longe de ser visto com bons olhos. O Rubro-negro tem somente duas vitórias em nove jogos, porque nas outras seis vezes que entrou em campo, terminou empatando. Apesar deste cenário, o técnico Guto Ferreira adota um discurso positivo: avalia a situação do elenco, em processo de construção, e projeta uma melhora da equipe.

Mais do que o resultado negativo, a queda para o Brusque significou a perda de uma cota financeira em R$ 1,03 milhão devido à eliminação na Copa do Brasil. O resultado quebra uma sequência de oito partidas sem derrotas, mas está inserido em um cenário de baixo aproveitamento de pontos pelo Leão (44%), e de queda de rendimento durante as partidas.

Dos seis empates do Rubro-negro nesta temporada, quatro deles começou com o Sport saindo na frente no placar e sendo vazado no decorrer da partida. Roteiro escrito pela equipe nos confrontos terminados em 1 a 1 diante de Náutico (que teve dois gols contra), Vitória-PE e Retrô, no Pernambucano, e contra o Imperatriz-MA, na Copa do Nordeste. Este último, no entanto, ganha ares mais dramáticos.

Acontece que o Leão estava vencendo por 2 a 0 até os 41 minutos do segundo tempo, viu o capitão Sander ser expulso por uma falta na entrada da grande área, sofreu dois gols em dois minutos e terminou a partida, mais uma vez, com o placar igualado na Ilha do Retiro. Na ocasião, Guto Ferreira chegou a destacar a falta de estabilidade emocional como principal problema do jogo.

Com informações do Globo Esporte PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *