Com a autorização do Ministério da Saúde para ampliar a campanha de vacinação contra a gripe, as secretarias estaduais e municipais de Saúde terão cerca de 1 milhão de doses para imunizar os demais grupos da população.

O médico infectologia Marcelo Daher, da Sociedade Brasileira de Infectologia, argumenta que ampliar a vacinação para todos os grupos é positivo porque reduz a circulação do vírus Influenza, reduzindo também a pressão sob os sistemas de saúde, diante da pandemia da covid-19.

Tradicionalmente são imunizados contra o vírus da Influenza pessoas acima de 60 anos, crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, entre outros.

Nos últimos anos, planos de saúde também têm oferecido vacinas contra a gripe para os beneficiários. O bancário Flávio Portela conta que a família se imuniza há cinco anos.

O Ministério da Saúde pede que os grupos prioritários da Influenza busquem um posto de saúde para se vacinar. É preciso, contudo, respeitar o prazo mínimo de 14 dias entre a vacina contra a gripe e a contra à covid-19.

Edição: Sâmia Mendes/Edgard Matsuki

Share:

author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *