O medo da covid-19 afastou milhares de pessoas dos consultórios médicos, o que significa que exames importantes como os que detectam o glaucoma, doença que pode levar a cegueira, deixaram de ser realizados.

Um levantamento do Conselho Brasileiro de Oftalmologia mostra que, na pandemia, o total de exames de diagnóstico de glaucoma caiu 30%. O impacto também foi observado na realização de cirurgias para reverter e tratar a doença: pelo menos 6.700 deixaram de ser realizadas em 2020, aponta a pesquisa.

Para se ter uma ideia dessa redução, em 2019, na rede de saúde pública, 5,9 milhões exames foram realizados para diagnóstico do glaucoma. Já durante a pandemia, quase 1,6 milhão exames deixaram de ser feitos somente no Sistema Único de Saúde, uma queda de 27% em nível nacional. O levantamento mostra que em oito estados, a redução foi superior a 50%.

O vice-presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, Cristiano Umbelino, explica que o glaucoma pode levar à cegueira.

A psicóloga Cristiane Alves conta que a mãe, dona Sônia Maria Souto Silva, de 84 anos, tem glaucoma há 30 anos.  Durante a pandemia, a família deixou de levar a idosa às consultas com a frequência anterior, até porque o pai de Cristiane morreu em decorrência da covid-19 no fim do ano passado. No entanto, logo a psicóloga observou a necessidade de retomar o acompanhamento médico.

Edição: Jéssica Gonçalves e Luiz Claudio Ferreira

Share:

author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *