Pernambuco passa a ter mais 25 escolas em tempo integral em 19 cidades

 

 

A ampliação anunciada nesta terça (3) não abrange novas construções, e sim a transformação de 24 escolas de referência no ensino regular, que passam a funcionar na modalidade integral a partir do próximo ano letivo, além da implantação de outra Escola Técnica Estadual (ETE) no Recife As escolas em tempo integral oferecem as aulas normais, durante um período do dia, e outras atividades complementares no outro turno. Ao todo, 19 cidades pernambucanas terão mais unidades nessa modalidade.

Na Região Metropolitana, serão 12 escolas em tempo integral. Recife terá cinco; Olinda, duas; e os municípios de Abreu e LimaItapissumaCamaragibeCabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes, uma unidade. As cidades de CaruaruPalmaresSirinhaémSerra TalhadaIpubiTacaratuPesqueiraCabrobóPetrolinaSalgueiroSão José do Belmonte e Surubim também foram contempladas

O anúncio ocorreu em uma solenidade que reuniu prefeitos, diretores das escolas e representantes do governo do estado, incluindo o governador Paulo Câmara (PSB). Com essa ampliação, a partir de 2020 o estado totaliza 392 escolas em tempo integral.

Das novas escolas de tempo integral a serem implantadas, 16 ofertarão o ensino médio em tempo integral, incluindo a nova ETE no Recife. Essas unidades funcionarão em três modelos diferentes de ensino médio integral: um com 45 horas semanais, outro com 35 horas semanais e um com dois turnos, quando podem ser formadas duas turmas diferentes de estudantes, de manhã e à tarde, totalizando 35 horas semanais.

De acordo com o governo estadual, se o aluno se matriculou antes do anúncio da ampliação da rede de escolas em tempo integral, ele vai poder escolher se vai estudar nessa modalidade ou no ensino regular.

Do G1 PE





Deixe uma resposta