Logo
Publicada Em Notícias

Manifestantes Protestam Em Várias Cidades E Pedem Saída De Michel Temer

Postado por Gazeta em Comentar

 

Em Várias Capitais, Manifestantes Protestam Na Noite De Ontem Contra A Corrupção, Pedem A Saída Do Presidente Michel Temer E Novas Eleições Diretas. Os Atos Ocorrem Após A Divulgação Pelo Jornal O Globo De Reportagem Sobre A Delação Premiada Do Empresário Joesley Batista, Dono Do Grupo Jbs.

De Acordo Com O Jornal, Em Um Encontro Com O Empresário, Michel Temer Teria Dito Que Joesley Batista Continuasse A Pagar Uma Espécie De Mesada Ao Ex-Deputado Eduardo Cunha, Preso Na Lava Jato, Para Que Permanecesse Em Silêncio. O Ministro Edson Fachin, Do Supremo Tribunal Federal (Stf), Homologou A Delação De Joesley Batista E Liberou Parte Do Áudio Da Conversa Entre Ele E Michel Temer.

Em Pronunciamento Na Tarde De Ontem, O Presidente Michel Temer Disse Que Não Renunciará E Que Não Comprou O Silêncio De Ninguém.

No Rio De Janeiro, A Manifestação Foi Convocada Pelas Redes Sociais Por Centrais Sindicais E Entidades Estudantis. A Concentração Foi Na Igreja Da Candelária, Com Previsão De Seguir Até A Cinelândia. A Segurança Foi Reforçada Com Homens Do Batalhão De Policiamento Em Grandes Eventos (Bpge). Alguns Jovens Vestidos De Preto E Portando Escudos Também Participam Da Manifestação.

Por Volta Das Vinte Horas E Quinze Minutos, Manifestantes E Policiais Entraram Em Confronto Na Cinelândia. O Confronto Durou Cerca De Trinta Minutos. De Lado, Manifestantes Mascarados Jogaram Pedras E Garrafas Contra Os Policiais, Que Responderam Com Bombas De Gás Lacrimogêneo E De Efeito Moral. A Cinelândia, Que Em Momentos Antes Estava Lotada, Às Vinte Horas E Quarenta E Cinco Minutos, Ficou Vazia. Muitos Manifestantes Fugiram Em Direção À Lapa, Que Fica A Cerca De Duas Quadras De Distância, Aetando Fogo Em Sacos De Lixo E Outros Objetos, Colocando Grandes Fogueiras Nas Ruas Próximas.

Em Brasíliaum Grupo De Manifestantes Concentrou-Se Na Praça Dos Três Poderes, Em Frente Ao Palácio Do Planalto. As Pessoas Começaram A Chegar Por Volta Das Dezessete Horas. A Última Estimativa Oficial Da Polícia Militar Do Distrito Federal Foi De Quatrocentas Pessoas.

Os Manifestantes Soltaram Fogos E Tocam Instrumentos De Percussão. A Manifestação Foi Pacífica. Bandeiras De Centrais Sindicais Foram Agitadas E Faixas Escrito “Diretas Já”, Além De Gritos De Apoio A Ex-Presidenta Dilma Rousseff. Desde Anteontem, Quando O Jornal O Globo Divulgou Que Michel Temer Teria Concordado Com A Compra Do Silêncio De Eduardo Cunha, As Pessoas Começaram A Se Reunir Na Frente Do Planalto. Muitos Motoristas Também Passam Em Frente Buzinando E Pedindo A Saída De Michel Temer.

No Recifea Concentração Foi Na Praça Do Derby E Seguiu Pela Avenida Conde Da Boa Vista, Por Volta De Dezoito Horas, Até A Avenida Guararapes. Muitos Manifestantes Estavam Com Placas “Eu Quero Votar”, “Fora, Corruptos” E “Fora, Temer”. A Organização Do Ato Calculou Três Mil Pessoas; Já A Polícia Militar De Pernambuco Não Faz Contagem De Manifestantes.

O Presidente Estadual Da Central Única Dos Trabalhadorers (Cut), Carlos Veras, Criticou A Decisão De Michel Temer De Não Renunciar. “Ele Deveria Ter Pelo Menos A Decência De Renunciar. E Não É Só Michel Temer Renunciar: É A Renúncia, Revogação Imediata De Todos Os Atos Feitos Pelo Presidente Ilegítimo, Não Às Reformas Que Estão Em Curso E Eleições Diretas Para Presidência Da República”.

A Representante Da União Brasileira De Mulheres (Ubm) De Pernambuco, Laudijane Domingos, Disse Que As Informações Reveladas Pela Delação Reforçam O Pedido De Saída Do Presidente Da República. “A Máscara Caiu, A Nuvem De Fumaça Saiu. O Argumento De Que O Brasil Estava Envolto Em Uma Onda De Corrupção E Que Isso Era Responsabilidade Dos Partidos De Esquerda Não É Verdade”, Afirmou.

Em Fortalezaos Manifestantes Se Reuniram Na Praça Da Bandeira, No Centro, E Caminharam Cerca De Dois Quilômetros Até O Bairro Benfica. Muitos Levavam Faixas E Cartazes Ou Vestiam Camisetas Com Mensagens Defendendo A Convocação De Eleições Diretas. “Temos Que Estar Na Rua Em Busca Das Eleições Diretas, Pois Só Assim O Trabalhador Vai Conseguir Esse Marco. Não Podemos Permitir Que A Burguesia Decida Este Momento E Que O Congresso Escolha Um Novo Representante”, Disse O Presidente Do Sindicato Dos Servidores E Empregados Públicos De Fortaleza, Eriston Ferreira.

Em São Paulomanifestantes Se Reúniram Em Frente Ao Vão-Livre Do Masp, Na Avenida Paulista, Desde O Fim Da Tarde De Ontem. O Grupo Fechou A Avenida No Sentido Consolação Por Volta De Dezoito Horas E Trinta Minutos. Participam Do Ato Diversos Movimentos Sociais, Estudantis, Sindicais E Partidos Políticos Contra O Governo Michel Temer.

“Estamos Aqui Pedindo A Saída De Todos Na Verdade, Não Só Do Michel Temer, Mas De Todo O Congresso, De Toda A Corja Que Está Roubando O País”, Disse Manuela Mendes Dos Santos, De Trinta Anos. Sobre Uma Possível Sucessão Presidencial, Ela Defendeu Eleições Diretas Imediatas, Afirmando Que O Povo Deve Decidir Quem Serão Os Governantes.

Em Nota Conjunta, As Centrais Sindicais Pedem Eleições Gerais E Democráticas, Além Da Apuração Das “Graves Revelações Contidas Nas Delações Envolvendo O Presidente Michel Temer E Outros Políticos De Expressão Nacional”. Além Disso, Afirmam Que Falta Legitimidade Política E Social Ao Atual Governo Para Aprovação Das Reformas Da Previdência E Trabalhista E Pedem Que Sejam Retiradas Imediatamente Da Pauta Do Congresso Nacional.

“[Qualquer Solução Democrática Para A Crise Política E Econômica Nesta Conjuntura] Passa, Ainda, Pela Reconstrução Da Legitimidade Das Instituições Políticas Da República, O Que, No Caso Do Governo Federal E Do Congresso Nacional, Passa Por Realizar, No Mais Curto Espaço De Tempo Exigido Pela Constituição, Eleições Gerais E Democráticas”, Diz A Nota.

Em Belo Horizonteas Ruas Do Centro De Belo Horizonte Foram Tomadas Por Manifestantes Favoráveis À Saida De Michel Temer Da Presidência Da República E À Convocação De Eleições Diretas. A Manifestação Foi Convocada Pela Frente Brasil Popular E Pela Frente Povo Sem Medo, Grupos Que Reúnem Centrais Sindicais, Sindicatos, Organizações Estudantis E Entidades Dos Movimentos Sociais.

A Concentração Começou Às Dezessete Horas, Na Praça Sete. Os Manifestantes Circularam Por Avenidas Do Centro Da Cidade E Seguiram Para A Praca Da Estação. Ao Longo Do Trajeto, Diversos Moradores Acenaram Das Varandas E Janelas E Jogaram Papel Picado Em Apoio.

“É Incapaz De Levar O Governo Adiante. O Problema É Que Os Setores Conservadores Irão Se Articular Para Fazer Uma Eleição Indireta E Colocar No Poder Alguém Capaz De Continuar Com A Agenda De Retirada De Direitos, Através Da Reforma Trabalhista E Da Reforma Da Previdência”, Disse Leonardo Péricles, Líder Da Frente Povo Sem Medo E Do Movimento De Luta Por Bairros, Vilas E Favelas (Mlb).

O Presidente Do Sindicato Dos Jornalistas Profissionais De Minas Gerais, Kerison Lopes, Citou A Prisão De Andrea Neves, Irmã Do Senador Aécio Neves, E Disse Que A Detenção Dela Significou Um Dia De Liberdade De Imprensa Em Minas Gerais, Por Mencionar A Interferência Dela Nos Meios De Comunicação No Estado. “Durante Os Doze Anos De Governos Do Psdb, Com Aécio E Anastasia, Ela Coordenou A Comunicação E Ficou Conhecida Como Mãos De Tesoura. Ela Atuava Para Censurar A Imprensa, Perseguiu E Exigiu De Veículos A Demissão De Diversos Jornalistas”, Disse. Conforme Reportagem Do O Globo, Aécio Neves Pediu Dois Milhões De Reais Ao Empresário E A Irmã Dele Teria Participado Da Negociação.

Segundo Os Organizadores, O Ato Reuniu Mais De Cinquenta Mil Pessoas. A Polícia Militar Não Divulgou Estimativa De Público.

Em Porto Alegreo Protesto Ocorreu Na Esquina Democrática, No Centro Da Cidade Desde As Dezoito Horas. Uma Hora Depois, O Grupo Seguiu Em Marcha Pelas Ruas Do Centro Histórico Com Faixas E Cartazes Pedindo A Saída Do Presidente Da República, Michel Temer, E Exigindo A Realização De Eleições Diretas Para O Cargo.

A Caminhada Encerrou No Largo Zumbi Dos Palmares, Onde O Ato Foi Finalizado. Um Grupo Menor, No Entanto, Resolveu Seguir Até A Avenida Ipiranga, Onde Foram Registrados Alguns Confrontos Com A Brigada Militar (Bm). Os Policiais Utilizaram Bombas De Gás Para Dispersar Os Manifestantes.

A Brigada Militar Não Divulgou Estimativa De Quantas Pessoas Participaram Do Ato. As Lideranças Das Centrais Sindicais Afirmaram Que O Público Foi De Vinte Mil Manifestantes.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum Comentário Ainda