Chuvas melhoram situação de barragens em Pernambuco

As precipitações que atingem o Grande Recife desde o início do período de chuva, entre abril e julho, melhoraram o nível das barragens que integram o sistema de abastecimento. Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), foi registrado aumento do volume em quatro dos principais reservatórios da região: Botafogo, Várzea do Una, Duas Unas e Tapacurá.

Os dados foram divulgados na noite de segunda-feira (9). Entre sexta-feira (6) e domingo (8), de acordo com a Defesa Civil do Recife, a capital registrou um índice pluviométrico de 230 milímetros. Isso corresponde ao esperado para 21 dias.

A Compesa também divulgou dados sobre a situação de reservatórios do Agreste e Sertão. A Barragem de Jucazinho, nem Surubim, voltou a acumular água com as chuvas dos últimos dias.

O maior reservatório para abastecimento humano do Agreste tem capacidade de armazenar mais de 327 milhões de metros cúbicos. Agora, registra 2,36% do seu nível. Isso significa 7,7 milhões de metros cúbicos, considerado volume morto.

O manancial, que estava em colapso, abastecia 15 cidades. Segundo a Compesa, a expectativa é iniciar a captação, por meio de uma bomba flutuante, mesmo antes da água atingir o nível ideal.

No Sertão do Pajeú, alguns mananciais também foram beneficiados com as chuvas. A Barragem de Brotas, em Afogados da Ingazeira, que possui 19,6 milhões de metros cúbicos de água, está vertendo.

Em 10 dias, a companhia promoverá melhorias no sistema de distribuição para aumentar a produção de 100 litros de água por segundo para 120 litros por segundo.

A Barragem de Boa Vista, em Itapetim, que estava em colapso desde janeiro deste ano, acumulou 6% da sua capacidade máxima, volume que corresponde a 98 mil metros cúbicos. A Compesa está tomando as providências para que o manancial volte a contribuir com o sistema de abastecimento.

Em São José do Egito, a Barragem de São José II também saiu da situação de colapso. O reservatório, com capacidade de acumular 7,1 milhões de metros cúbicos, registra 52,3% do seu nível.

Do G1 PE





Deixe uma resposta