260 anos, é o tempo que alunos brasileiros vão precisar para atingir índice de leitura dos países ricos, diz Banco Mundial

Estudantes brasileiros podem demorar quase 3 séculos para atingir a proficiência em leitura dos alunos dos países ricos, como por exemplo Estados Unidos e Inglaterra. As previsões mais do que pessimistas, são de um relatório sobre a crise da aprendizagem produzido pelo Banco Mundial com dados do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa).

O Pisa é uma prova coordenada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aplicada a cada três anos entre 35 membros da OCDE e mais 35 parceiros, incluindo o Brasil. Entre outros itens ela avalia o conhecimento dos alunos em ciências, leitura e matemática.

O relatório aponta casos de países que investiram em estratégias de aprendizagem e tiveram sucesso em avaliações internacionais. Um exemplo citado é a Coreia do Sul, país que foi assolado pela guerra e tinha taxas de alfabetização muito baixas em 1950, mas conseguiu universalizar o acesso de matrículas em 1995 e atingir altos índices em rankings de aprendizagem.

(((Informações do G1)))



Deixe uma resposta